Nossa história

A Família da Esperança é uma Associação Internacional de Fiéis, aprovada pelo Pontifício Conselho para os Leigos da Igreja Católica. Uma nova comunidade nascida em meio aos mais necessitados.

No início, os fundadores, Frei Hans, Nelson Giovanelli, Luci Rosendo e Iraci Leite, queriam apenas viver o mandamento de amar o próximo como a si mesmo, por meio de dois carismas: o da unidade e o franciscano.  Na época, os quatro, aliás, ninguém tinha a dimensão do que se tornaria a Família, nem de quantas pessoas descobririam através dela a sua vocação.

Hoje, é uma obra internacional chamada a assumir sua dimensão missionária se esforçando por fazer de suas comunidades e obras, verdadeiros centros de espiritualidade e evangelização.

O objetivo da Família é a santificação de seus membros através da prática do amor recíproco, da vivência das Palavras do Evangelho, da Eucaristia e dos outros sacramentos, da adesão alegre a Jesus Abandonado e da imitação da Virgem Maria, a Mãe da Esperança. Busca concretizar, em serviços e obras, as respostas do Evangelho aos problemas e sofrimentos da humanidade, contribuindo para que se realize o desejo de Jesus: ‘Que todos sejam um para que o mundo creia’ (Jo 17,21)”. (Iraci Leite)

Dom Aloísio Lorscheider, então arcebispo de Aparecida, SP, assinou a autorização da Família da Esperança em 24 de dezembro de 1999, fazendo com que assim fosse reconhecida em nível diocesano. Em 2010, recebeu o primeiro decreto de aprovação que ficou em vigor durante cinco anos. Mais tarde, a aprovação definitiva, em 2015, pelo Pontifício Conselho para os leigos, confirmava que se trata de um carisma próprio inspirado por Deus – a Esperança.


O carisma

Compreende-se, portanto, que o trabalho na Fazenda não é uma simples ocupação, mas uma vocação, e que o Senhor

está doando um carisma, o da Esperança.

(Decreto de aprovação da Família da Esperança)

Em todos os anos de trabalho, a Família da Esperança, ajudou milhares de jovens no mundo inteiro a se libertarem da dependência. Descobriu que seu carisma é a Esperança, a qual motiva os homens e mulheres a se transformarem em "homens novos" e "mulheres novas" e, portanto, a assumirem a missão de "levar a Esperança, Jesus Cristo, ao maior número de jovens do mundo inteiro".

Uma resposta ao pedido da Igreja na pessoa do Papa Bento XVI:

"... Levem a Esperança, Jesus Cristo, ao maior número possível de jovens...". Queremos gerar oportunidades no Brasil e fora do país para o envio de voluntários jovens às nossas comunidades, Fazendas da Esperança, para conviverem junto dos jovens que estão no processo de recuperação, a fim de promover novas formas de convívio, a prática do trabalho como fonte de autoestima, e a vivência de uma espiritualidade de comunhão.

A Família tem como fonte inspiradora Jesus que está presente em cada próximo, particularmente no mais necessitado, e como vocação, conviver com estes em primeiro lugar e ter com eles um amor gratuito e dedicação especial.


As vocações

Nossa vocação: ...dar uma resposta concreta, através da

vivência do Evangelho, aos sofrimentos da humanidade.

A vocação à Família da Esperança pode ser vivenciada  por meio dos membros de vida comum: protegem a vida interna da comunidade e a salvaguardam da influência do mundo. Dos que estão em discernimento ou voluntários da esperança, que levam essa mesma vida ao mundo influenciando as estruturas sociais de todos os tipos. Nessas dimensões vivem celibatários, casados, sacerdotes, e solteiros. Estes convivem e oferecem gratuitamente a sua vida pelos irmãos. Procuram ser nada por amor.



Facebook Fazenda Esperança Twitter Fazenda Esperança Instagram Fazenda Esperança Redes Sociais

Rogai por nós! Nossa Senhora Aparecida #FazendadaEsperanca #SantodoDia

Uma publicação compartilhada por Fazenda da Esperança (@fazendaesperanca) em