20/01/2021

Hoje é celebrado São Sebastião, padroeiro da Fazenda em Jandaia do Sul/PR

Conheça parte da história de fundação da Fazenda da Esperança em Jandaia do Sul, no Paraná, e seu padroeiro São Sebastião.

Hoje é celebrado São Sebastião, padroeiro da Fazenda em Jandaia do Sul/PR

Em 2012, a comunidade de Jandaia do Sul manifestou o interesse na implantação de uma unidade da Fazenda da Esperança no município. Com a aprovação do então bispo D. Anuar Battisti, representantes da comunidade local entraram em contato com o Pe. Vinicius Gouvêa, na época responsável pelas unidades da região Sul. Pe. Vinicius, junto aos outros representantes da instituição, visitou o terreno que seria doado pela Mitra Arquidiocesana de Maringá/PR, uma área com 4 alqueires paulistas, na zona rural. Com a aprovação dos responsáveis da Fazenda da Esperança e com o apoio local foi fundada em 20/08/2013, a Fazenda da Esperança São Sebastião.

Sebastião nasceu no século III em Narbonne, na atual França, filho de pais oriundos de Milão, na Itália. Foi desde cedo generoso e trabalhador, não tardando a se tornar primeiro capitão a serviço do Império Romano, em cujo exército demonstrara ser um soldado de grande saúde do corpo e da mente.

Ainda mais saudável era a sua alma cristã, reconhecida pelos cristãos clandestinos daqueles tempos duros, em que, sob o imperador pagão Diocleciano, a Igreja era perseguida com brutalidade.

O mistério da Santíssima Trindade inspirava Sebastião a consolar de maneira secreta os cristãos que eram presos. Com o tempo, ele se tornou seu defensor e apóstolo dos confessores e dos mártires.

O coração do próprio São Sebastião nutria o desejo do martírio por Cristo. Quando um apóstata o denunciou ao Império e Sebastião foi levado à presença do imperador, este se disse muito decepcionado pela “traição” do soldado como cristão clandestino. O santo, porém, iluminado pelo Espírito Santo, afirmou que o melhor serviço que podia prestar ao Império era precisamente o de combater o paganismo e as injustiças.

De coração fechado, o imperador mandou prendê-lo num tronco e alvejá-lo com flechas. Tantas foram as flechadas lançadas contra ele que os algozes não duvidaram de que estava morto.

Uma mulher, no entanto, esposa de outro mártir, aproximou-se dele e percebeu que São Sebastião estava ainda vivo, por graça de Deus. Ela cuidou de suas feridas e, ao recobrar sua saúde, o santo se apresentou novamente diante do imperador, pois desejava o seu bem e o de todo o Império. Evangelizou e testemunhou, mas, no ano de 288, Deus lhe concedeu a graça tão almejada do martírio.

 São Sebastião, no Brasil, é o padroeiro de várias cidades. A mais famosa é São Sebastião do Rio de Janeiro

Fonte: Biografia de São Sebastião via Aleteia

Facebook Fazenda Esperança Twitter Fazenda Esperança Instagram Fazenda Esperança Redes Sociais

Rogai por nós! Nossa Senhora Aparecida #FazendadaEsperanca #SantodoDia

Uma publicação compartilhada por Fazenda da Esperança (@fazendaesperanca) em